Follow by Email

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Ida ao dentista

Foto: Agência Estado


QUE TAL UMA IDA BÁSICA AO DENTISTA???

quinta-feira, 28 de junho de 2007


Adoro cinema, é uma das minhas diversões. Mas, eu adoro de uma forma simples, desencanada, sem esses estresses de prestar atenção em roteiros, edições, montagens e todos esses detalhes que os cinéfilos de verdade fazem. Pra mim o legal é curtir o filme e se deixar absorver pela estória.


Numa TPM nada melhor que uns bem água com açúcar. Tenho uma lista dos prediletos.


1 – Bridge Jones (Ela é minha cara, quase um clone)
2 – Legalmente Loira (Alguém já pensou na mensagem desse filme? Nada de pré-conceitos)
3 – Miss Simpatia (Queria ser a Sandra Bullock, liiiiindaaaa)
4 – Um Lugar Chamado Nothing Hill (Que trilha sonora é aquela??)
5 – Sob o Sol da Toscana (Aí é tãooooooo maravilhoso o lugar, eu querooooo)
6 – Dirty Dancing (Esse eu tenho até o dvd)


E tem uma série de outros, não daria pra simplesmente sair listando. Engraçado é que, dependendo do astral, eu me acabo de chorar, pra logo em seguida começar a dar risada do ridículo proporcionado por mim mesma. E é exatamente essa falta de senso crítico que me faz amar esses filmes.


Óbvio que também curto umas coisas mais “intelectuais”, como a trilogia das cores. A Liberdade é azul é tão comovente. Uma cena me impressiona. É quando a personagem Julie, vivida por Juliette Binoche, anda machucando a mão rente ao muro de cimento da casa onde morou com o marido e a filha, mortos num acidente de carro. Você simplesmente consegue sentir o sofrimento da mulher! Muito punk...


Sempre que me sinto só, triste, angustiada recorro ao cinema pra aliviar os sentimentos. Não que seja uma fuga, apenas uma ajuda. Claro também que não assisto essas leseiras apenas quando estou chateada. Agora mesmo, escrevo enquanto assisto as aventuras de Ellen Words em Harvard. E eu não estou triste. Agora, me dêem licença, mas vou ver pela milionésima vez Legalmente Loira. Iuuuuupiiiiiiii!

Coleguinhas e trabalhinhos

Trabalhar em televisão é um estresse, mas também muito divertido. Já perdi as contas de quantas vezes a edição pára para darmos risadas. É cada coisa que nos chega em mãos, cada figura, cada frase... E eu termino quase sempre com a manjada frase: "a gente ganha pouco, pouquissímo, mas se diverte".
.
Uma semana antes do São João estava de plantão no sábado e editei a matéria sobre a abertura dos festejos no *Sítio da Trindade. E lá estava um casal, digamos que de uma idade mais avançada, na maior esfregação (porque nunca que aquilo foi fórro). E a bailarina ainda dizia a repórter "dilícia" (sic) e seguiam na performace.
.
Depois vem o organizador: "É tudo muito bonzinho, as criancinhas podem brincar no parquinho, tem a fazendinha, com porquinho, vaquinha... A pessoa pode tomar sua cervejinha, wisquinho, comendo uma canjiquinha, com milhinho..." E aí vem as brincadeiras e comentários impagáveis de Joãozinho e Adonis...
.
Foi sim uma agradável manhã de sábado. Pessoas de caráter e profissionais competentes fazem qualquer trabalho ser gratificante, apesar de todas as adversidades. E é por isso que eu vou sentir falta de Adonis nas ilhas de edição e é por isso que deixo aqui o registro de minha tristeza com a saída dele da tv. Por outro lado, sei que esse não se perde, vai brilhar em outras ediçõesinhas por aí...

* Sítio da Trindade é um espaço verde mantido pela Prefeitura do Recife e é um dos locais mais tradicionais de comemoração do São João na Capital de Pernambuco.

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Noivas de Recife

Mulher é uma coisa estranha e engraçada, né?? Eu mesma descobrir que não sei absolutamente nada sobre mim! E, sabe que isso foi até bom??? Estava me sentindo uma extra-terrestre hororrosa, a última das fêmeas, se é que vocês me entendem... E também se não entendem, tanto faz!!

Agora nem estou mais. Tudo, tudo graças a um grupo virtual de mulheres com quem troco e-mails. Não conheço nenhuma pessoalmente e, em princípio, a idéia era falar sobre casamento. Mas, sabe como são as meninas, né? E muito, mas muito despropositalmente mesmo surgiu o assunto e plim!!! Vi que não estou só, que não sou anormal, muito menos extraterrestre horrível!!

Que alívio, que luz essas meninas me deram. Estava me sentido tão mal, mal como nunca me senti antes, culpada e com a auto-estima láaaaa embaixo. Agora não, pelo menos vi a luz no fim do túnel.

Disso tudo ficou pra mim duas lições e, ainda que óbvias, muito importantes:

1 - É preciso sempre conversar, expor sentimentos, problemas, dúvidas e mandar a vergonha pra putaquepariu.

2 - Amigas, são sempre amigas, nunca-jamais-emtempoalgum se afaste delas, seja lá porque motivo for. Mulher sempre entende mulher e isso é MA-RA_VI-LHO-SO!!!! Preciso ligar urgente para as minhas...

sexta-feira, 22 de junho de 2007

Chega de saudade

Vai minha tristeza
E diz à ela que sem ela não pode ser.
Diz-lhe numa prece que ela regresse
Porque eu não posso mais sofrer.
Chega de saudade
A realidade é que sem ela não há paz
Não há beleza é só tristeza
E a melancolia
Que não sai de mim
Não sai de mim, não sai...
Mas se ela voltar,
Se ela voltar,
Que coisa linda... Que coisa louca...
Pois há menos peixinhos
A nadar no mar
Do que os beijinhos que eu darei na sua boca.
Dentro dos meus braços
Os abraços hão de ser milhões de abraços:
Apertado assim,
Colado assim,
Calado assim;
Abraços e beijinhos
E carinhos sem ter fim
Que é para acabar com esse Negócio de viver longe de mim.
Não quero mais esse negócio
De você viver assim!
Vamos deixar desse negócio
De você viver sem mim!

quarta-feira, 13 de junho de 2007

Ao amor da minha vida


Ontem, dia dos namorados, eu não tive tempo para escrever, o dia foi corrido. Meu pai fazendo outra cirugia, correria na TV e a noite esperei por meu Doni. A gente tinha combinado de não se dar mais presentos por causa do casamento, mas eu não resistir e dei um agrado a ele. Coisas de mulher que não quer perder o sentido da coisa. Fiquei feliz.


Então hoje, apesar de um início do que promete ser uma grande virose, aqui estou para homenagear meu Doni e dizer que ele será eternamente MEU NAMORADO. Porque eu amo muitoooooooo

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Vazio

Puxa... Queria agora estar bem, bem feliz, mas não tô não. Sinto falta do meu Doni. :(

sexta-feira, 1 de junho de 2007

Escolhas

Dizem que a vida é feita de escolhas, e é mesmo né?

Então... Hoje eu escolho ser feliz
Hoje eu escolho amar
Amar a pessoa que amo (meu Doni)
Hoje eu escolho fazer concessões por esse amor
Hoje eu escolho amar meus amigos, amar as pessoas, amar minha vida.
Hoje eu escolho ter paz, contemplar a lua, o céu, as estrelas (coisas que tanto gosto)
Hoje eu escolho cuidar mais de mim, deixa a angústia, a preguiça e a culpa de lado,
ah, eu escolho sim!!!
Hoje eu escolho a disciplina, a força de vontade, a superação.
Hoje eu escolho (eu preciso escolher) a alegria, o alto-astral, a simpatia.
Hoje eu escolho a coragem para tomar as atitudes e decisões que precisam ser tomadas para que eu possa colocar em prática minhas escolhas.