Follow by Email

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Animal

O tal do Edmundo é mesmo um animal! Aff... Saco!

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Relaxei geral

Eu sou jornalista e como tal eu já devia saber essa lição, mas confesso que só aprendi nesse final de semana.

Não adianta você se preocupar, arrancar os cabelos, perder o sono. Notícia ruim chega rapidinho.
Be happy!!!! No news, good news!

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Pow!! O barulho forte e abafado no meio da madrugada me fez acordar muito assustada. Quando percebi já estava sentada na cama, falando agitada: "tiro, tiro". Marido acordou também assustado, mas aí com o som da minha voz. Disse que não era nada. Só deu tempo de pensar "estava sonhando" e... pow, pow, pow!!! Contei mais seis disparos e a certeza de quem já estava bem acordada: eram tiros mesmo.

Sob muitos protestos levantei com a desculpa de que ia tomar água. Da área de serviço eu pude ouvir um vizinho que já interfonara para o porteiro

- Um assalto foi?
- A polícia? A polícia?
- Foi mesmo?
- E pegaram?
- Mas eles tentaram atirar na cabeça da menina também foi?
- E alguma bala pegou em alguma carro aí da frente?
- Fooooi meeeesssmo? Meu deus...

Corri pra janela lateral, não dava pra ver muito da rua, pela brecha só percebi uma calmaria, o silêncio quebrado pelo som dos interfones que tocavam insistentes, mais moradores a procura de informações. Aos poucos as luzes de outros apartamentos começavam a acender...

Marido começou a reclamar, a perguntar se eu iria agora chamar a Tribuna... Obrigou-me a voltar para dormir. Eu fui, mas não consegui.

Apenas pela manhã descobri o que aconteceu... Recife está cada vez pior.

Ética

Eu juro que vou deixar de ser "peão" e um dia a minha opinião vai valer de alguma coisa, porque definitivamente eu não estudei tanto pra dar espaço a bandido!
Só registro que não concordo, não concordo e não concordo!
Pronto, desabafei!

quinta-feira, 8 de maio de 2008

fundo do poço

Eu hoje amanheci especialmente mal e decidi que não vou me privar de falar sobre isso. Pode ser chato e nem um pouco engraçado, mas eu não tô nem aí. Alías, hoje eu só queria mesmo desaparecer, cheguei a conclusão que eu não gosto de mim. Não gosto do que estou fazendo, não gosto de como estou tratando as pessoas e muito menos de como estou me tratando.

Ando tão mal humorada que tenho até medo. Se existisse uma escala – como a que mede o nível de terremoto – para medir irritação a minha estaria no patamar mais elevado. Irrita-me, por exemplo, a pessoa que veio aqui pra sala onde trabalho e não pára de gritar!! Eu não consigo entender quem não tem o menor respeito pelos outros. Imagina se eu também agisse de modo a só me agradar. Iria dá certo? Certamente não...

Desde ontem penso em qual seria a solução pra essa minha situação. Cheguei a pensar que só nascendo de novo. Aí hoje li a história da macaca que atacou uma criança hoje no zoológico do Recife, a bichinha era uma das mais dóceis do local e, de repente, teve um ataque. Quem sabe não andava insatisfeita igual a mim?

A macaquinha braba me fez ver que eu preciso tomar urgente uma providência, antes que me torne tão irracional quanto ela. Eu só não sei ainda o que fazer...

Sugestões?

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Grito de alerta

Eu reconheço que sou uma pessoa extremamente ansiosa. Sempre fui, desde pequena. Minha cabeça está sempre no amanhã. E eu nem preciso dizer o quanto isso é horrível. Horrível porque acaba me paralisando, se tudo só vai me trazer resultados amanhã, porque vou me mexer hoje?

Mas eu hoje amanheci de saco cheio disso, sabe? Minha energia está parada, não se renova. Estou me sentindo cansada, largada, sem disposição. E não, não é a tireóide. Nem adianta eu continuar culpando a pobre pelo peso a mais, pela falta de vontade, pela ausência de motivação. De verdade, hoje eu estou arretada comigo mesma.

Faz tempo que chegou a hora de eu tomar as rédeas de minha própria vida!!!!!

quinta-feira, 1 de maio de 2008

14 anos

"No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz."
Ayrton Senna