Follow by Email

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Pecado

Eu não gosto de farras exageradas, não bebo e gosto menos ainda – na verdade nada – de brega. Mas, hoje, no caminho para o trabalho, atrasada, às 7:20 da manhã senti inveja.

Inveja de uma turma que bebia e dançava ao som horrível que vinha de uma carrocinha. Por um momento achei que estávamos numa manhã e sábado. Plena terça-feira! Isso significa que aquela galera estava desde a noite da segunda na farra!

E eu correndo, de olho nos ponteiros do relógio e com um longo dia de estresse pela frente. Como queria aquela irresponsabilidade, aquela leveza pra mim... Mudaria, claro, o cenário e a música, porque senão, até assim, eu me estressaria...

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

perguntas

Por que, quando a gente trabalha, tem que engolir tantos sapos?

Por que quando as pessoas se sentem mais prestigiadas tendem a mudar a personalidade?

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Desafio: Vencer a mim mesma

Dor de barriga, enxaqueca de enlouquecer e mais espinhas que espaço no menor metro quadrado do meu rosto (o queixo). E eu não estava ligando todos esses sintomas. Ah minha ansiedade! Ah meus medos! Ah meus fantasmas! Pois lhes digo que vencerei todos vocês, um a um. Ou melhor: todos vocês de uma só vez! E volto aqui para contar do meu sucesso.
Rezem, torçam, mandem energia positiva, qualquer coisa nesse momento serve!
Por que, às vezes, eu me sinto tão incompetente?

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Mentiras sinceras

Semana passada eu estava no auge da minha ansiedade. Juntou um monte de coisas, inclusive a TPM. Aí, já viu, né?

Corri pra minha psicóloga virtual: a internet. Cai num site que me fez puxar uma carta e desvendar uma mensagem: Everything I need comes to me at the perfect Time.

E desde então eu tô calminha, calminha e com a certeza que TUDO dará certo.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Lições

Hoje eu fiquei triste com umas coisas que aconteceram no trabalho, um mal entendido super desagradável. Triste porque não consegui perceber e esclarecer a tempo. Sei que são coisas que acontecem e sempre vão acontecer, com todos, algum dia.

Mas é que odeio esse tipo de situação, sabe? Meu marido diz, com razão, que eu complico muito as coisas. E não é que me peguei questionando (comigo mesma e sobre mim mesma) um monte de outras coisas que nem tinham nada a ver! Tem horas que minha cabecinha pira geral. Isso sim, preciso mudar.

É que a gente vive numa zona de conforto, sabe? Como se fosse um programa de televisão, com script fechado. E quando alguma coisa sai da ordem temos a tendência a nos desorganizarmos mentalmente. Pelo menos eu sou assim. Espero que a tal maturidade um dia me ajude a ser menos ansiosa.

E então, nessas minhas andanças pela internet achei um blog sobre moda bem interessante. No Hoje Vou assim, a blogueira posta fotos dos looks escolhidos por ela no dia-a-dia. Confesso que me irritei (inveja pura) com os créditos. Todas as roupas de grife de babar. E aí criei uma certa antipatia pela moça que sequer conheço. Mas, como as idéias são realmente muito legais, eu voltei ao endereço (www.hojevouassim.blogspot.com) e descobrir que a moça tem um outro blog.

...

E como a gente julga pelas aparências! Fiquei com vergonha do conceito pre-estabelecido que criei pela moça. Vocês vão me entender se visitarem o blog Para Francisco. A história é triste, mas é também feliz. É linda. É intensa. É recheada de amor, do princípio ao... fim não, porque essa é uma história que nunca terá fim.

Como escreve bem essa moça! Como é forte e sensível! Pra mim foi um aprendizado. Um lugar que irei visitar sempre. Vejam e se emocionem. www.parafrancisco.blogspot.com

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Rotina

Meu Deus, jornalista, às vezes, fala tanta besteira! E quando quer ser o sabe tudo aí que lascou mesmo!

Senhor, dai-me paciência!