Follow by Email

terça-feira, 14 de julho de 2009

Desabafo em forma de canção

Ja' nao tenho dedos pra contar
De quantos barrancos despenquei
E quantas pedras me atiraram
Ou quantas atirei

Tanta farpa, tanta mentira
Tanta falta do que dizer
Nem sempre e' "so easy" se viver

Hoje eu nao consigo mais me lembrar
De quantas janelas me atirei
E quanto rastro de imcompreensao
Eu ja' deixei

Tantos bons quanto maus motivos
Tantas vezes desilusao
E quase Quase nunca a vida e' um balao

sábado, 4 de julho de 2009

Twitter

Eu juro, juro mesmo que não quero me viciar nesse negócio de Twitter. Dou conta de tanta coisa virtual não!